Angola: João Lourenço dialogou com José Eduardo dos Santos

O Presidente angolano, João Lourenço, e o seu antecessor, José Eduardo dos Santos, mantiveram nesta quinta-feira, 16 de setembro, uma conversa telefónica em que se saudaram mutuamente.

A informação foi divulgada na página oficial da Presidência da República na rede social Facebook. No entanto, não foram avançados detalhes sobre o conteúdo da conversa.

Recorde-se que José Eduardo dos Santos regressou a Angola na passada terça-feira, 14 de setembro, após ter estado durante cerca de dois anos em Barcelona, Espanha.

O antigo governante foi sucedido por João Lourenço em setembro de 2017, depois de ter ocupado o cargo de chefe de Estado durante 38 anos. José Eduardo dos Santos liderou também o MPLA, partido que governa o país desde a proclamação da independência nacional, a 11 de novembro de 1975.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin