Angola: João Lourenço garante diversificação da cooperação económica com Rússia

O Presidente angolano declarou esta quarta-feira, 03 de abril, que a sua visita oficial à Rússia tem como objetivo ampliar a cooperação económica com o país. João Lourenço encontra-se em Moscovo, capital russa.

“Viemos à Rússia para fortalecer esses laços [de amizade], mas especialmente para diversificar a cooperação entre os nossos países, para fortalecer e ampliar a cooperação económica, porque do ponto de vista político, diplomático já temos relações bastante fortes”, esclareceu durante a reunião com o presidente da Duma de Estado (câmara baixa do Parlamento russo), Vyacheslav Volodin.

“Levando em conta o nível de desenvolvimento da economia russa e o enorme potencial da economia de Angola, queria destacar as áreas de cooperação para ampliar e fortalecer nossas relações. É nesta linha em geral que vão ser realizadas amanhã as negociações com o Presidente Vladimir Putin”, acrescentou.

O chefe de Estado disse ainda que Angola conta com maiores investimentos de longo prazo feitos por parte da Rússia. “Agora, quando é preciso melhorar as condições e garantir a recuperação económica e o desenvolvimento sustentável da República de Angola, estou certo de que esse apoio e solidariedade podem vir a adquirir novas formas, incluindo investimentos maiores e de prazo mais longo em Angola”, sublinhou no discurso feito durante a sessão plenária da Duma de Estado.

João Lourenço referiu também que vai condecorar Vladimir Putin durante o encontro entre ambos, que será realizado esta quinta-feira, dia 04. “Amanhã [hoje] algo acontecerá pela primeira vez. Condecoraremos fora do nosso território o senhor presidente Vladimir Putin com a Ordem Agostinho Neto”, revelou, explicando que “desse modo queríamos sublinhar mais uma vez a nossa gratidão pelo apoio que a Rússia prestou ao povo angolano desde os primeiros momentos da nossa independência”.

Foi ainda mencionada a fabricação e montagem de armamentos russos em Angola. “Estou certo de que a atual cooperação militar com a Rússia vai continuar e se ampliar, é um desejo de ambos os países, da Rússia e de Angola […] Prevemos continuar a cooperação entre os nossos países nesse campo. Quando falamos sobre a cooperação, tenho em mente não apenas as compras de armamento e sua modernização, mas também a criação de capacidades para fabricação e montagem de armamento no nosso território, para que Angola seja menos dependente de outros países”, salientou o governante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Portugal respeita posição de Angola sobre guerra na Ucrânia

Portugal respeita posição de Angola sobre guerra na Ucrânia

O novo Embaixador português em Angola, Francisco Duarte, entregou nesta quarta-feira, 09 de março, cartas credenciais no Palácio Presidencial em…
SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE: Aumento do Salário mínimo

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE: Aumento do Salário mínimo

O São-tomense e sindicados chegam ao consenso sobre o salário mínimo na função pública que sobe já a partir de…
SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE: Vila Nova arranca a semana da economia

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE: Vila Nova arranca a semana da economia

São Tomé-10-Mar-2022- Iniciou na passada segunda-feira a semana nacional de Economia Azul, e foi presidido pelo Presidente da República Carlos…
Portugal: Governo aprova "medidas excecionais" na concessão de proteção temporária

Portugal: Governo aprova "medidas excecionais" na concessão de proteção temporária

O Governo português aprovou nesta quinta-feira, 10 de março, “medidas excecionais” no âmbito da concessão de proteção temporária a pessoas…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin