Angola: João Lourenço não autoriza marcha do MPLA

O Presidente angolano, João Lourenço, não aprovou a realização de uma designada “marcha dos milhões”, convocada recentemente pelo seu partido, MPLA. O objetivo da mesma era dar resposta a um comício promovido pela UNITA no sábado passado, 11 de setembro, em Luanda.

Recorde-se que essa marcha visava exigir a realização de eleições justas e transparentes em Angola. No entanto, o chefe de Estado decidiu desmobilizar a marcha do MPLA, formação política no poder, devido a quatro fatores.

Um deles é pelo facto de João Lourenço considerar que o MPLA não deve agir em função da agenda dos seus opositores políticos.

Outro motivo deve-se ao facto de a marcha do principal partido da oposição ter levado a Comissão Multissectorial para Prevenção e Combate à Covid-19 a alertar quanto aos riscos da propagação da doença. Assim, uma atividade idêntica por parte do MPLA estaria a diminuí-lo no seu papel de “autoridade moral” junto da sociedade.

Além de que, outro fator apontado pelo governante, a oposição marchou para exigir “eleições justas e transparentes” no país e, caso a organização política no poder ripostasse, poderia transmitir a ideia de ser uma  marcha oposta, nesse caso, “contra eleições transparentes”.

Por fim, o Comité Provincial do MPLA em Luanda realizou uma reunião de balanço nesta quarta-feira, 15 de setembro, tendo reconhecido igualmente que o momento não era oportuno para dar resposta à UNITA. Isto porque haveria o risco de a atividade não ter muita adesão, o que colocaria em cheque a imagem de “máquina mobilizadora” do partido no poder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Mercados voláteis de energia vieram para ficar, alerta Agência Internacional de Energia

Mercados voláteis de energia vieram para ficar, alerta Agência Internacional de Energia

Os preços da energia em todo o mundo atingiram níveis recordes com uma crise de energia que atinge a Europa…
Cabo Verde: Neves liga Veiga a "movimentos extremistas"

Cabo Verde: Neves liga Veiga a "movimentos extremistas"

O candidato presidencial José Maria Neves voltou a afirmar que o rival Carlos Veiga tem ligação a “movimentos extremistas”. Como tal, considera…
Programa "Detetives das Emoções" ajuda a combater a ansiedade e depressão em crianças

Programa "Detetives das Emoções" ajuda a combater a ansiedade e depressão em crianças

Um estudo piloto realizado por uma equipa da Universidade de Coimbra (UC), indica que o programa de intervenção psicológica vulgarmente…
Estudantes de jornalismo com motivações altas e expectativas baixas sobre o seu futuro profissional

Estudantes de jornalismo com motivações altas e expectativas baixas sobre o seu futuro profissional

Uma grande percentagem dos alunos que frequentam os cursos de jornalismo e comunicação em Portugal não acredita na possibilidade de…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin