Angola: João Lourenço quer maior eficiência das instituições

O Presidente angolano, João Lourenço, disse esperar uma maior eficiência no trabalho dos ministérios das Finanças e da Educação, que passaram a ter novas titulares desde terça-feira, 08 de outubro.

Recorde-se que o governante nomeou Vera Daves para o cargo de ministra das Finanças e Ana Paula Tuavanje Elias para ministra da Educação. Estas alterações nos cargos, segundo o próprio, tiveram como objetivo uma pequena remodelação do Executivo em áreas chaves, “sem desprimor para quem sai”, para alcançar uma maior eficiência do desempenho das instituições que devem servir o país.

“Espero dos empossados encontrar a devida correspondência, no sentido de alcançarmos esse objetivo, de tornar os departamentos ministeriais que vão dirigir mais eficientes do que foram até agora”, afirmou.

O Chefe de Estado aproveitou a ocasião para apelar aos novos governantes a procurarem as soluções que se impõem “sem aguardar pelas famosas ordens superiores”, a menos que as situações ultrapassarem as respetivas competências. “Queremos obra feita”, acrescentou.

“Precisamos de fazer coisas em concreto. Conto convosco para este desiderato e acredito que vamos conseguir”, concluiu.

Para a nova ministra das Finanças, a primeira mulher a ocupar o cargo na história do país, a sua nomeação é uma “honra e uma dupla responsabilidade, por ser mulher e jovem de 35 anos”. Vera Daves disse ter como prioridade a continuação da consolidação fiscal para assegurar indicadores de boa saúde financeira do Estado, que se reflitam no bem-estar das populações, e assegurou que está em curso um amplo processo de modernização da forma como se gerem as finanças públicas.

Por sua vez, a nova ministra da Educação apontou a melhoria da qualidade do ensino como uma das prioridades. Paula Tuavanje Elias declarou que vai velar ainda pelo sistema da reforma educativa e pela formação dos docentes do ensino secundário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Banco de Portugal fala de poucos oligarcas russos visados pelas sanções

Banco de Portugal fala de poucos oligarcas russos visados pelas sanções

O Banco de Portugal (BdP) instruiu os bancos para congelarem as contas de oligarcas russos, no âmbito das sanções aplicadas…
Moçambique: Deslocados autorizados a regressar a Mocímboa da Praia

Moçambique: Deslocados autorizados a regressar a Mocímboa da Praia

A Secretaria Distrital de Mocímboa da Praia, vila moçambicana da província de Cabo Delgado, informou as autoridades do distrito de Palma…
Guiné-Bissau satisfeita com a visita do primeiro-ministro português António Costa

Guiné-Bissau satisfeita com a visita do primeiro-ministro português António Costa

“A visita do primeiro-ministro [português] deixou os guineenses contentes. Portugal é um país irmão e não um amigo da Guiné-Bissau”,…
Ucrânia: Lviv não consegue acolher mais refugiados

Ucrânia: Lviv não consegue acolher mais refugiados

O presidente da Câmara de Lviv, Andriy Sadoviy, informou à “Reuters” que a cidade esgotou a sua capacidade para acolher…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin