Angola

Angola: José Eduardo dos Santos confirma autorização para transferência dos 500 milhões

José Eduardo dos Santos

O ex-Presidente da República de Angola, José Eduardo dos Santos, confirmou nesta terça-feira, 18 de fevereiro, que deu orientações ao antigo governador do Banco Nacional de Angola (BNA) sobre a polémica transferência de 500 milhões de dólares (461 milhões de euros), assegurando que tudo foi feito no interesse público. 

A confirmação do antigo chefe de Estado foi dada através de uma carta, meio pelo qual José Eduardo dos Santos respondeu ao Tribunal Supremo no âmbito do julgamento do chamado caso “500 milhões”. 

Recorde-se que o referido órgão de justiça tinha desistido recentemente de aguardar as respostas do ex-governante ao questionário formal que lhe foi enviado para Espanha, país onde vive atualmente, uma vez que as mesmas tardaram a chegar. 

A solicitação para ouvir o antecessor de João Lourenço foi pedida pela defesa do arguido Valter Filipe, ex-governador do BNA que está a ser julgado com os coarguidos José Filomeno dos Santos, filho de José Eduardo dos Santos e antigo presidente do Fundo Soberano de Angola, o empresário Jorge Gaudens Sebastião e o diretor do departamento de gestão de reservas do BNA, António Samalia Bule Manuel. 

Na base deste caso encontra-se a alegada transferência indevida de 500 milhões de dólares do Estado angolano para um banco no exterior do país, resultante de uma proposta apresentada em 2017 pelo arguido Jorge Gaudens Sebastião ao Estado para a criação de um fundo estratégico de investimento para Angola, que captaria 30 mil milhões de dólares (27.679.100.000 euros), para a promoção de projetos estruturantes.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo