Angola: Líder da FNLA quer tornar partido numa máquina política

O líder da Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA), Nimi A Simbi, partilhou que está focado em tornar o seu partido numa máquina política rumo ao poder no país nos próximos tempos. 

“Apelo aos militantes a terem esperança. O partido vai procurar fazer o melhor para voltar a ser aquela FNLA que todo o mundo conheceu. Para os jovens que não a conheceram, este partido foi uma máquina que fez a guerra e que libertou Angola. Agora vai ser uma máquina política para tentar conquistar o poder”, prometeu, citado pelo “Jornal de Angola”. 

As declarações foram feitas em Mbanza Kongo, na província do Zaire. O desafio da organização política, continuou, passa primeiro por reunificá-la em todo o território angolano. Depois, deverá ser eleita uma única direção em cada província, capaz de acompanhar a dinâmica desejada, cuja tarefa começa nas próximas semanas. 

Simbi disse que, a nível central, a reunificação da FNLA está feita, uma vez que as estruturas partidárias funcionam. “As alas já estão unificadas em Luanda. Todos os que vocês conhecem, aqueles que aceitaram fazer parte, estão lá. A primeira preocupação da FNLA, tal como havia dito quando eleito, é congregar todos os militantes, simpatizantes e amigos, porque o partido estava praticamente desestruturado”, explicou. 

“Vamos a todas as províncias para esta tarefa e lançar o programa político da FNLA”, acrescentou. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin