Angola: Líder da JURA pede apoio de todos para resolverem os problemas da Juventude

O novo secretário-geral da Juventude Unida e Revolucionária de Angola (JURA), da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), tomou posse este sábado, 01 de dezembro, em Luanda. Agostinho Kamuango aproveitou o momento para assegurar que vai continuar a lutar pela melhoria das condições dos jovens angolanos e apelar ao apoio de todos na referida causa.

“A juventude angolana espera por nós na resolução dos seus problemas, por isso vamos todos caminhar porque o momento é exigente”, afirmou, tendo acrescentado que a JURA tem responsabilidades acrescidas e que irá fazer de tudo, no quadro das suas responsabilidades, para que os jovens comecem a ter dias melhores.

“A JURA é chamada a desempenhar o seu verdadeiro papel aglutinador da juventude angolana. Somos o braço de apoio à direção do nosso partido, por isso é nossa missão tornar práticas as orientações da direção na luta por uma Angola mais justa, una e indivisível em todo local e em todos municípios”, mencionou ainda. Para Kamuango , o braço juvenil da UNITA distingue-se das restantes forças políticas juvenis devido à abrangência dos seus objetivos, bem como o método da sua ação, que se estende a todo o jovem angolano que sofre com as consequências das políticas do partido no poder em Angola, o MPLA.

No que respeita às autarquias, assegurou que a UNITA defende as mesmas em todos os municípios e que a JURA vai trabalhar para que a mensagem do partido chegue até às áreas mais longínquas, de maneira a contribuir para a melhoria da condição social da juventude. O secretário-geral considera discriminatório o gradualismo geográfico que causa o aumento das assimetrias regionais e retarda o desenvolvimento.

Em relação à nova direção nacional da JURA, assegurou que a escolha se cingiu no espírito patriótico e disse acreditar nas capacidades da mesma, estando certo de que será um bom executivo de campo e não do gabinete, pois vai produzir ideias concretas para soluções concretas.

Por sua vez, o secretário-geral da UNITA, Marcolino Nhany, reiterou ao novo Secretariado Nacional da JURA o desejo de trabalhar ativamente no desenvolvimento da consciência cívica, social e comunitária dos cidadãos, com o objetivo de serem resolvidos os problemas sociais, tal como referiu o presidente do partido, Isaías Samakuva, no seu discurso de abertura do IV congresso ordinário da JURA.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Guiné-Bissau: Governo extingue feriados nacionais e é acusado de violar a lei e a história

Guiné-Bissau: Governo extingue feriados nacionais e é acusado de violar a lei e a história

O Governo guineense através do Decreto nº 1/2023 de 19 de Janeiro determinou que 23 de Janeiro, outrora dia dos…
Moçambique: MONARUMO defende isenção do IVA para água e energia

Moçambique: MONARUMO defende isenção do IVA para água e energia

O Movimento Nacional para Recuperação da Unidade Moçambicana (MONARUMO) comentou a recente diminuição do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA),…
Angola garante usar 77% de energia renovável até 2027

Angola garante usar 77% de energia renovável até 2027

O chefe de Estado angolano, João Lourenço, assumiu o compromisso de o país usar 77% de energia renovável até 2027. …
Cabo Verde: Turismo e privatizações financiam fundo contra pobreza extrema

Cabo Verde: Turismo e privatizações financiam fundo contra pobreza extrema

O turismo e privatizações em Cabo Verde decidiram financiar o fundo MAIS, definido pelo Governo e criado com o objetivo…