Angola: Líder da UNITA exige autarquias em 2023

O líder da UNITA, Adalberto Costa Júnior, defende que o Governo angolano deve institucionalizar as autarquias em 2023. 

A exigência foi feita no sábado, 24 de setembro, data em que a UNITA convocou uma “marcha pela liberdade”. No final do evento, o político dirigiu-se aos presentes para discursar que a realização das autarquias em 2023 é um “desiderato assumido também pelo Presidente da República, João Lourenço, durante a sua campanha eleitoral”

De acordo com Costa Júnior, o grupo parlamentar da formação política que representa fará de tudo para que, ainda neste ano, a Assembleia Nacional aprove o último diploma em falta para a institucionalização das autarquias. 

O dirigente do maior partido da oposição em Angola explicou que tomou posse no Parlamento e no Conselho da República para procurar aconselhar o Presidente João Lourenço e, em conjunto, construírem um país melhor para todos. Neste sentido, prometeu usar os seus poderes de deputado e de membro do Conselho da República para ir ao encontro das suas promessas eleitorais.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

O vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang, acusa a Espanha de “humilhar” e “desacreditar” o país depois de a…
Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

As Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) informaram nesta terça-feira, 03 de janeiro, que está em curso a Operação…
Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

O Governo de Timor-Leste executou em 2022 cerca de 78,75% do valor total do Orçamento Geral do Estado (OGE) desse…
Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Mais de setecentos funcionários e agentes do Estado afetos ao Conselho autárquico de Nacala, na província de Nampula, encontram-se em…