Angola: Líder da UNITA impõe regras a deputados para intervirem no Parlamento

As intervenções dos deputados do grupo parlamentar da UNITA passaram a ter que ser primeiramente aprovadas pela direção do partido a partir do dia 23 deste mês de janeiro, antes de poderem ser apresentadas na Assembleia Nacional. Esta trata-se de uma medida de precaução contra eventuais “pronunciamentos descoordenados”.

A decisão foi tomada durante uma reunião do grupo parlamentar, realizada a 21 deste mês e orientada pelo líder da formação política, Adalberto Costa Júnior, durante a qual ficou decidido que os deputados devem remeter por escrito as suas intervenções, com o objetivo de passarem pelo crivo para serem homologadas.

Foi o dirigente da UNITA quem deu esta ideia, justificada pelo facto de ser necessário haver uma sincronização de todas as intervenções para o público acompanhar o desempenho da bancada parlamentar durante as sessões no Parlamento, que começaram a ser transmitidas em direto pela Televisão Pública de Angola (TPA) e pela Rádio Nacional de Angola (RNA).

No entanto, segundo a fonte que partilhou esta informação após ter participado na referida reunião, a nova medida não foi acolhida com agrado por parte dos deputados, que consideram que a mesma atenta contra a liberdade de expressão dentro da própria organização política, que alega ser uma formação cujo estandarte é a democracia, que consagra valores como a liberdade de se expressar livremente.

Apesar de não estarem contentes com a ideia do dirigente, não existe um pronunciamento aberto contra a decisão, uma vez que há pena de incorrerem em acto de desobediência, de acordo com os estatutos do partido. Ainda assim, a implementação desta medida poderá não ter sucesso, uma vez que um grupo de 18 deputados pretende contestá-la numa carta, que remeterá nos próximos dias a Adalberto Costa Júnior, através do grupo parlamentar, dirigido atualmente por Liberty Chyiaka.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Cabo Verde interessado em consolidar desenvolvimento sustentável com Portugal

Cabo Verde interessado em consolidar desenvolvimento sustentável com Portugal

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, partilhou publicamente a vontade de consolidar o processo de desenvolvimento sustentável em Cabo…
Angola considera "excelentes" as relações com Portugal

Angola considera "excelentes" as relações com Portugal

O Ministério das Relações Exteriores de Angola afirma, através de uma nota de imprensa oficial, que as relações comerciais com…
Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

O Banco de Moçambique decidiu cancelar o registo de 15 operadores de microcrédito. Estes passam a estar assim proibidos de…
Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça acordaram que vão facilitar a emissão de vistos de curta duração, divulgou o Ministério dos Negócios…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin