Angola

Angola: Líder do PRS acusado de falta de transparência na gestão do partido

O antigo secretário-geral do Partido de Renovação Social (PRS), Sapalo António, afirmou que há uma crise interna na formação política devido à falta de transparência da atual liderança, principalmente no que diz respeito à gestão das ações da organização política, que alegadamente alterou os estatutos de forma unilateral.

Sapalo António, ex-secretário e membro do Comité Nacional, núcleo duro da agremiação política, disse que há graves irregularidades que configuram violação aos princípios democráticos.

Uma das críticas que também tem sido recorrente deve-se à alegada alteração dos estatutos da formação política este ano, que a fonte terá dito que a mesma foi levada a cabo de forma “clandestina” e unilateral pelo presidente, contando o mesmo apenas com a aprovação de algumas figuras de sua confiança.

“O estatuto do partido foi alterado de forma unilateral para um período de mais um ano de mandato [cinco anos no total] do presidente, contra os quatro anos previstos no anterior documento”, declarou, considerado que tal mudança serve para que o dirigente se mantenha no poder.

Em reação a estas acusações, o presidente do PRS, Benedito Daniel, minimizou-as, ao dizer que a única finalidade das mesmas é “manchar” o seu bom nome e desestabilizar o partido.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo