Angola: Mais de 12 milhões de angolanos sem Bilhete de Identidade

O ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Francisco Queiroz, afirmou que mais de 12 milhões de angolanos estão sem exercer em pleno o exercício de cidadania por falta do Bilhete de Identidade e Assento de Nascimento. 

A informação foi avançada em Luanda, durante a cerimónia de tomada de posse de novos diretores do departamento ministerial, tendo o governante aproveitado a ocasião para defender soluções tecnológicas internas para solucionar o problema da falta de documentação a milhares de angolanos. 

“Até agora, contamos com empresas contratadas para fazer o trabalho. Vamos agora inverter o quadro. Deixar a gestão assistida do estrangeiro passando para um paradigma em que sejamos nós próprios na liderança e motivação das equipas”, disse, mencionando como desafios da instituição a reforma da Justiça e a formação de quadros para aplicação do direito nos tribunais e na Procuradoria-Geral da República. 

O ministro aconselhou os recém-empossados a trabalharem de forma concertada para evitar o surgimento de “ilhas” dentro da instituição de justiça. A competitividade de Angola no contexto internacional em termos de captação de investimento é outra aposta, considerando que este é um desafio para os novos colegas que tomam posse na direção do Guiché Único”. 

Foram empossados Artur Domingos Ngunza, para o cargo de diretor-geral do Instituto Nacional de Estudos Judiciários, Simão Lopes, para administrador do Guiché Único da Empresa junto da AIPEX, e Leandra Gomes, para diretora adjunta do Guiché Único da Empresa, além de Inocência Finda da Costa, Lino Monteiro Solanokupenga e Fernando Fortes para delegados provinciais da Justiça e dos Direitos Humanos na Lunda-Norte, Cuanza Sul e Luanda, respetivamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Timor-Leste: Ruak exonera membros da administração da APORTIL

Timor-Leste: Ruak exonera membros da administração da APORTIL

O primeiro-ministro timorense, Taur Matan Ruak, decidiu exonerar o presidente Flávio Neves e outros membros do conselho de administração da…
FMI alerta Angola sobre diversificação da economia

FMI alerta Angola sobre diversificação da economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) avisou Angola sobre a sua fraca diversificação económica, uma vez que o país continua muito…
Revista de Imprensa Lusófona de 24 de janeiro de 2022

Revista de Imprensa Lusófona de 24 de janeiro de 2022

No Brasil “O Globo” tem em manchete “Governo confirma sanção do Orçamento de 2022 por Bolsonaro”. O “Estadão” refere que…
Moçambique: Reforçada a capacidade dos Comités de Gestão de Risco e Desastres

Moçambique: Reforçada a capacidade dos Comités de Gestão de Risco e Desastres

Face aos próximos eventos ciclónicos e de cheias, anunciados pelo Instituto Nacional de Meteorologia de Moçambique, o Governo do Distrito…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin