Angola

Angola: Mais de 7.470 congoleses expulsos do país

A Polícia de Guarda Fronteira (PGF) e o Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) realizaram uma operação conjunta, que resultou na detenção e repatriamento de mais de 7.470 cidadãos congoleses.

Esta operação decorreu nos últimos dois meses na província angolana da Lunda Norte. O motivo da expulsão dos cidadãos da República Democrática do Congo (RDC) deve-se, alegadamente, à violação da fronteira entre a RDC e Angola.

Segundo o delegado do Ministério do Interior na Lunda Norte, Alfredo Quintino “Nilo”, as zonas de exploração de diamantes continuam a ser os principais destinos destes migrantes congoleses.

A Lunda Norte partilha uma fronteira de 770 quilómetros com a RDC. Recorde-se que este último é um dos primeiros países africanos a diagnosticar casos positivos de Covid-19.

De acordo com as autoridades angolanas, o Governo impôs determinadas medidas no âmbito da prevenção e combate à propagação ou importação da pandemia.

Entre essas medidas encontra-se o encerramento das fronteiras terrestres, marítimas e aéreas. Só é então permitida a circulação de viaturas que transportam produtos da cesta básica, fármacos e material de construção.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo