Angola mantém esforços para aumentar quadros na União Africana

O embaixador Francisco da Cruz e os funcionários angolanos na União Africana (UA) tiveram uma reunião na Embaixada de Angola na Etiópia e Representação Permanente junto da UA e Comissão Económica das Nações Unidas para África, de onde saiu a recomendação de desenvolver os esforços contínuos junto da Comissão da UA para reverter o quadro da “incipiente presença” de quadros angolanos nas estruturas da UA, com sede em Addis-Abeba, Etiópia.

O encontro decorreu numa altura em que a UA se prepara para implementar reformas estruturais e funcionais. Os presentes trocaram impressões sobre uma melhor estratégia de inserção de quadros nacionais alinhada ao estatuto de Angola como um dos seis maiores contribuintes para a organização continental e Fundo de Paz.

Na reunião, que ocorreu seis meses após outra feita com o mesmo objetivo, Francisco da Cruz disse que tem havido contactos com responsáveis da UA para a identificação de oportunidades, com o objetivo de admissão de quadros angolanos.

Segundo uma nota da missão diplomática, o Embaixador já mencionou por duas vezes esta inquietação ao vice-presidente da Comissão da UA, Kwesi Quartey, e, mais recentemente (21 de Outubro), ao Comissário para a Paz e Segurança, Smail Chergui, seguida de outra semelhante, ocorrida em maio. Em todas as ocasiões solicitou a devida transparência no processo de recrutamento.

Entre os 55 Estados Membros da UA, Angola segue-se nas contribuições estatutárias à Argélia, Egipto, Nigéria, África do Sul e Marrocos, posição alegadamente não refletida no preenchimento das 39 vagas a que tem direito, ocupando pouco mais de 10%, o que tem preocupado as autoridades angolanas, entre as quais o Ministério das Relações Exteriores.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Brasil: nova ministra do governo Lula apresenta equipa com foco na igualdade de género

Brasil: nova ministra do governo Lula apresenta equipa com foco na igualdade de género

A ministra do Planeamento e Orçamento do Brasil, Simone Tebet, anunciou o nome dos secretários que formarão o primeiro escalão…
Guiné-Bissau: Governo exige que Bubo Na Tchuto devolva a casa onde reside

Guiné-Bissau: Governo exige que Bubo Na Tchuto devolva a casa onde reside

O Governo guineense, através do Ministério da Finanças, convidou o antigo Chefe de Estado-maior da Armada guineense, José Américo Bubo…
Moçambique: Anunciada reabertura de mais escolas em Cabo Delgado

Moçambique: Anunciada reabertura de mais escolas em Cabo Delgado

A direção provincial de educação em Cabo Delgado anunciou a reabertura de pelo menos 199 escolas, devido à “melhoria do ambiente…
Angola: PR defende "casamento perfeito" entre Executivo e setor privado

Angola: PR defende "casamento perfeito" entre Executivo e setor privado

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, defende a necessidade de um “casamento perfeito” entre o Executivo e o…