Luanda, capital de Angola

Angola mantém-se na lista de países “não livres”

Angola continua entre os países do mundo “não livres”, segundo o mais recente relatório da Freedom House. O mesmo documento refere que o país teve um recuo nos domínios do pluralismo e das liberdades políticas. 

É também lembrado no relatório que Angola é governada pelo mesmo partido (MPLA) desde a independência, em 1975, e que as autoridades têm reprimido sistematicamente a dissidência política. 

Também a corrupção, violações processuais e abusos cometidos pelas forças de segurança permanecem frequentes. No entanto, salienta a Freedom House, desde a eleição do Presidente João Lourenço, em 2017, que o Governo aligeirou algumas restrições impostas à imprensa e à sociedade civil, “mas os desafios persistem”. 

Ainda de acordo com a organização não governamental (ONG) sem fins lucrativos, com sede em Washington, apenas 16% dos 49 países africanos subsaarianos têm o estatuto de “livre”, 43% de “parcialmente livre” e 41% o de “não livre”. 

Freedom House utiliza seis critérios para fazer a avaliação. São eles o processo eleitoral, participação e pluralismo político, o funcionamento do Governo, liberdade de expressão e de religião, os direitos associativos e organizacionais e o Estado de Direito e Autonomia Pessoal e Direitos Individuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Timor-Leste: Candidatos presidenciais assinam pacto da unidade nacional

Timor-Leste: Candidatos presidenciais assinam pacto da unidade nacional

A maioria dos candidatos presidenciais assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pacto da unidade nacional. O objetivo é assegurar a…
Cabo Verde: Brava anuncia formação gratuita em Marketing Digital

Cabo Verde: Brava anuncia formação gratuita em Marketing Digital

Já estão abertas as inscrições para uma formação gratuita em Marketing Digital na ilha da Brava, avança “A Nação”. Esta…
Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

O Governo ucraniano afirmou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que morreram 11 pessoas e centenas ficaram feridas durante um ataque russo…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin