Angola

Angola: Manuel Rabelais acusado de apenas três crimes

O ex-diretor do já extinto Gabinete de Revitalização e Execução da Comunicação Institucional e Marketing da Administração (GRECIMA), Manuel Rabelaise o antigo assistente administrativo da instituição, Hilário Santos, foram ilibados nesta quarta-feira, 09 de dezembro, do crime de beneficiarem indevidamente de vantagens, na sequência do recurso interposto ao despacho de pronúncia. 

Ambos estavam acusados de crimes como peculato, violação de normas de execução do plano e orçamento e branqueamento de capitais entre 2012 e 2017. No primeiro dia de julgamento ocorreu a leitura de acusação, do despacho de pronúncia, contestação e apresentação de questões prévias. 

Na acusação o Ministério Público disse que os acusados praticaram diversos actos que lesaram o Estado em grandes somas monetárias em moedas nacional e internacionais. 

A acusação indicprovas documentais, entre as quais extratos bancários, cartas rogatórias, documentos do Banco Nacional de Angola (BNA), relatório de inteligência da Unidade de Informação Financeira, prova pericial baseada num relatório de perícia bancária. 

O Ministério Público acusou ainda Rebelais de ter transformado o GRECIMA numa casa de câmbio, onde eram vendidas divisas através de um esquema montado pelo então diretor. O arguido era o único assinante de todas as contas bancárias.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo