Angola

Angola: Médicos cubanos vão auxiliar no combate ao coronavírus

Ministerio da Saúde de Angola

A ministra da Saúde de Angola, Sílvia Lutucuta, anunciou que Cuba vai ajudar o país a combater o surto do novo coronavírus (Covid-19), através da disponibilização de médicos cubanos de várias especialidades. O objetivo é “mitigar o impacto da epidemia”.

Luanda tem estado a desenvolver contactos diplomáticos com diversos países afetados pelo surto. “No âmbito da cooperação internacional, o Governo está a fazer um trabalho diplomático muito grande com outros países já afetados”, explicou a ministra durante uma conferência de imprensa.

Segundo a própria, têm sido efetuadas videoconferências com a China, “com profissionais que trabalham e estão a trabalhar” no combate à pandemia, com o Brasil e ainda com outros países “mais ou menos afetados”.

Quanto a Cuba, acrescentou, a interação vai ser mais direta e Angola já está a trabalhar com as comissões diplomáticas cubanas neste âmbito. “Vamos mandar vir médicos cubanos das especialidades mais importantes”, como as de cuidados intensivos e de pneumologia, saúde pública, virologia e infecciologia.

Lutucuta salientou que esta medida visa dar apoio a Angola e mitigar o impacto “na parte assistencial, na área de saúde pública mais preventiva e na busca ativa e controlo da epidemia”.

“Além da saúde temos os militares e a polícia, estamos a trabalhar com o setor privado e as instituições com fins não lucrativos e igrejas”, concluiu.

Recorde-se que o país tem três casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, tratando-se todos eles de passageiros angolanos que chegaram na semana passada em voos vindos de Portugal, que já regista 2.060 infetados e 23 mortes.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo