Angola

Angola: Membro da FNLA diz que dinheiro é causa da crise interna

Membros do partido FNLA

O antigo secretário-geral da Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA), Alberto Mavinga, acusou o presidente do partido, Lucas Ngonda, de ser o principal causador da crise interna da formação política.

Segundo Mavinga, membro da FNLA há mais de 40 anos, a causa desta crise interna é o dinheiro. O próprio acrescentou que já tinha alertado o secretário-geral demissionário, Pedro Dala, para o perigo que Ngonda representava. Isto porque o visado usa as pessoas como “louça descartável”, referiu.

O político lembrou ainda que, devido às crises cíclicas no partido, em 2017 a FNLA só conseguiu registar-se no Tribunal Constitucional. Como tal, pôde apenas concorrer às eleições gerais graças à benevolência do ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

Mavinga disse também que José Eduardo dos Santos entendia, na altura, que a FNLA não podia ficar de fora do sufrágio tendo em conta a sua relevância histórica.

“Ele [Lucas Ngonda] estava com dificuldade de juntar as assinaturas em 2017. Nós fizemos tudo, pedi a todos que apoiassem a candidatura e não olhássemos para o Lucas (…). Eu chamo Lucas Ngonda de extraterrestre, ele não vive aqui”, criticou.

Entretanto, membros do secretariado provincial da FNLA em Benguela continua a queixar-se da falta de apoio material e financeiro por parte da estrutura central do partido.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo