Angola: Membros da CASA-CE querem substituir líder

Líder da CASA-CE, André Mendes de Carvalho

Os partidos que formam a CASA-CE querem a demissão do presidente da coligação angolana, André Mendes de Carvalho.

Segundo o deputado da CASA-CE Manuel Fernandes, um dos assinantes da carta de descontentamento, “a coligação está mal, as bases estão preocupadas, há desmobilização de pessoas, a máquina está inerte”.

“Fala-se ao presidente, o presidente não quer saber. Apenas diz que vai criar núcleos, então manda-se-lhe uma carta para ele refletir”, partilhou ainda.

Também de acordo com Manuel Fernandes, a proclamação de um novo presidente “vai depender da concertação interna”

Recorde-se que Mendes de Carvalho é dirigente da CASA-CE desde 09 de março de 2019. O seu antecessor foi Abel Chivukuvuku, presidente fundador da coligação que acabou por ser afastado do cargo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Guiné-Bissau: Crise no MADEM pode levar à criação de partido da facção de Sissoco Embaló

Guiné-Bissau: Crise no MADEM pode levar à criação de partido da facção de Sissoco Embaló

A crise política no país é latente desde dissolução da Assembleia Nacional Popular (ANP) em Dezembro, mas está a afectar…
"O nosso planeta está à beira do precipício” alerta António Guterres na Assembleia das Nações Unidas para o Ambiente

"O nosso planeta está à beira do precipício” alerta António Guterres na Assembleia das Nações Unidas para o Ambiente

O secretário-geral da ONU, António Guterres, voltou a reforçar o alerta que o planeta está “à beira do abismo” devido…
Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

O Governo japonês disponibilizou cerca de 170 mil dólares a Moçambique para a aquisição de cinco viaturas destinadas ao Serviço…
Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

A vice-governadora provincial para o setor Político, Social e Económico de Benguela, Lídia Amaro, afirmou que 593 ex-militares foram reintegrados…