Angola: Militantes da UNITA financiados para prejudicar Costa Júnior

Os dez militantes da UNITA que solicitaram este ano ao Tribunal Constitucional de Angola a impugnação do XIII Congresso Ordinário do partido, realizado em 2019, terão sido financiados para afastar Adalberto Costa Júnior do cargo de dirigente, segundo o “Correio da Kianda”. 

A publicação indica que a informação foi dada por fonte próxima de um dos familiares dos dez militantes da UNITA. O alegado acordo ter-lhes-á rendido 250 milhões de kwanzas (cerca de 377 mil euros). 

De acordo com a fonte, com a abertura do processo a ser levado ao Tribunal Constitucional, os visados receberiam uma “tranche” inicial de mais de dez milhões de kwanzas (15 mil euros), como garantia dos 50% do total do valor acordado. Cada militante receberia 25 milhões de kwanzas (cerca de 37.667 euros), valor que, a multiplicar pelos dez elementos, perfaz os 250 milhões de kwanzas.  

Essa quantia só seria entregue caso Adalberto Costa Júnior saísse da presidência da UNITA, o que veio a acontecer meses depois. 

Uma vez que os militantes ainda não receberam, alegadamente, a quantia que lhes foi prometida, ameaçam revelar todos os esquemas levados a cabo até à destituição de Costa Júnior. A mesma fonte partilhou que o seu parente e os demais “já estão cansados de esperar”, porque a missão dada já foi concluída.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

A presidente do Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD) Luísa Meque, apelou às comunidades que residem nas…
Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Os trabalhadores timorenses na Coreia do Sul já enviaram para Timor-Leste, de 2009 a 2021, cerca de 39 milhões de dólares…
Cabo Verde: Plano Nacional de Habitação investe 1.500 ME até 2030

Cabo Verde: Plano Nacional de Habitação investe 1.500 ME até 2030

O Plano Nacional de Habitação de Cabo Verde estima um investimento de 1.500 milhões de euros até 2030. De acordo com a estimativa do referido…
Angola tem autossuficiência em seis produtos alimentares

Angola tem autossuficiência em seis produtos alimentares

O Governo angolano divulgou que o ananás, a banana, a batata-doce, a carne de cabrito, a mandioca e os ovos são os produtos que alcançaram a autossuficiência no país.  Isto…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin