Angola: MPLA abre processo de apresentação de candidaturas à presidência

O MPLA inicia nesta quarta-feira, 20 de outubro, o processo de apresentação de candidaturas aos cargos de presidente, vice-presidente, secretário-geral e primeiros-secretários provinciais do partido. 

A informação foi avançada em conferência de imprensa na terça-feira, dia 19, por Joaquim Migueis, da subcomissão de Mandatos da Comissão Preparatória do VIII Congresso Ordinário do MPLA. O evento está marcado para decorrer entre 09 a 11 de novembro deste ano, em Luanda. 

Apoiado nos Estatutos e regulamento do partido, declarou que os candidatos a presidente do MPLA não podem ter menos do que 15 anos de militância e devem apresentar até duas mil assinaturas. Dessas, deverão constar, no mínimo, 100 de cada uma das 18 províncias, além de uma Moção de Estratégia que contenha as ideias e propostas essenciais do pretendente, e também as vias de aplicação do programa. 

Ainda de acordo com Migueis, só serão aceites as candidaturas a presidente entregues 15 dias depois da convocação do congresso. O processo encerra 45 dias antes da sua realização. Neste âmbito, a campanha eleitoral decorrerá de 23 de novembro a 07 de dezembro. 

Já os candidatos a vice-presidente, secretário-geral, primeiros secretários e presidente da comissão de Auditoria e Disciplina estão obrigados a ter, no mínimo, dez anos de militância e a juntar até mil assinaturas. As candidaturas podem ser remetidas à Comissão de Mandatos até 05 de novembro e a notificação da sua validade até dia 08 do mesmo mês. 

Os primeiros secretários provinciais, cuja eleição deve ocorrer em conferências marcadas para 05 e 06 de novembro, devem ter, no mínimo, dez anos de militância, e reunir 50 assinaturas em cada um dos municípios da província para a qual concorrem, tal como um programa com ações a implementar durante o mandato. 

A apresentação da candidatura pode ser de iniciativa do militante, de grupo de militantes, da direção do órgão ou organismo cessante, bem como de delegados ao congresso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Cabo Verde: PAICV diz que Porto Novo vive "um dos piores momentos da sua história"

Cabo Verde: PAICV diz que Porto Novo vive "um dos piores momentos da sua história"

O PAICV considera que o município do Porto Novo atravessa “um dos piores momentos da sua história”, devido às “más decisões políticas” do Governo atual. A maior formação…
Portugal usa fundo de 1,2 ME para vítimas de terrorismo em Moçambique

Portugal usa fundo de 1,2 ME para vítimas de terrorismo em Moçambique

Portugal anunciou que vai disponibilizar um fundo de 1,2 milhões de euros, dos setores público e privado, para apoiar as…
Marcelo Rebelo de Sousa recebe mensagem de João Lourenço

Marcelo Rebelo de Sousa recebe mensagem de João Lourenço

O ministro das Relações Exteriores de Angola, Téte António, foi recebido em audiência pelo chefe de Estado português, Marcelo Rebelo de Sousa, nesta…
Guiné-Bissau: Falta de resultados no combate à corrupção justificou a demissão do PGR

Guiné-Bissau: Falta de resultados no combate à corrupção justificou a demissão do PGR

A recente demissão de Fernando Gomes das funções de Procurador-Geral da República (PGR) apanhou o país de surpresa, mas justifica-se…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin