Angola: MPLA ameaçado com regresso de José Eduardo dos Santos

O MPLA está a sofrer tensão interna e social devido a acontecimentos recentes, entre os quais o regresso do ex-líder do partido no poder e antigo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, e a manifestação de milhares organizada pela UNITA

A tensão é mais elevada dentro dos círculos de poder em Angola. Alguns críticos consideram que o atual chefe de Estado, João Lourenço, parece mais frágil do que nunca em plena crise económica, com o seu prometido combate à corrupção a ser apontado como um falhanço ou como manobra de distração. 

Faltam menos de dois meses para o congresso do MPLA. Todos querem saber o que significa o regresso de José Eduardo dos Santos a Luanda, a bordo de um jato Falcon, tendo o visado seguido para sua casa no Bairro de Miramar, depois de um exílio autoimposto em Barcelona. 

Apesar de muitos não acreditarem que o ex-Presidente, de 79 anos, regressará à vida política, não duvidam do peso que o mesmo ainda mantém no seio da formação política no poder. Analistas políticos são da opinião de que “todos os descontentes com João Lourenço vão fazer uma romaria a Miramar”, onde se encontra José Eduardo dos Santos.

One Comment

  1. JSP

    Isso é falta de informação. Não têm nada para escrever e fabricam esse pequeno texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin