Angola: MPLA apoia Governo na proteção de nacionalistas

O MPLA manifestou a sua solidariedade ao Executivo angolano pela contínua implementação de medidas de políticas de proteção social para as gerações de nacionalistas. O apoio foi demonstrado nesta terça-feira, 04 de janeiro, em Luanda.

A formação política no poder em Angola encorajou o Governo a reforçar as ações em prol da redução da pobreza. Segundo o MPLA, liderado pelo atual Presidente da República, João Lourenço, existe a necessidade de uma efetiva redistribuição da riqueza, inclusão social e a reintegração socioprodutiva dos grupos mais vulneráveis.

Essa reintegração, continuou, deve ser feita através do registo dos agregados familiares em situação de vulnerabilidade. Foi igualmente defendido o desenvolvimento de um pacote mínimo de proteção social.

As observações foram feitas no âmbito do 04 de janeiro, Dia dos Mártires da Repressão Colonial. Trata-se de um momento de Celebração Nacional em que os angolanos recordam o massacre da Baixa de Cassanje, realizado em 1961 pelo regime colonial português contra milhares de cidadãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin