Angola: MPLA elegeu novo primeiro secretário em Benguela

O MPLA elegeu Luís da Fonseca Nunes no sábado, 17 de abril, para primeiro secretário do partido no poder na província de Benguela. O político, membro do Bureau Político, conseguiu 696 votos a favor, o que representou unanimidade. 

Fonseca Nunes substituiu assim Rui Falcão, tendo o sufrágio decorrido na V conferência extraordinária nesta circunscrição. Já Rui Falcão passou a ocupar o cargo de secretário para informação da direção do MPLA. 

Na ocasião da eleição, Luís Nunes realçou que aceitava o desafio com espírito de missão, sendo apenas um servidor do povo angolano, de Cabinda ao Cunene. 

Ainda de acordo com a mesma fonte, foram assinalados, recentemente, 19 anos da assinatura dos acordos de paz, uma paz ainda jovem. Como tal, defendeu a necessidade da exortação da mesma, para que todos exerçam a sabedoria para a sua salvaguarda e preservação. 

O novo primeiro secretário realçou a importância da paz, que tanto sangue fez verter ao solo pátrio, sendo necessário a entrega de cada um para sua preservação. 

“Temos que afinar a máquina mobilizadora em Benguela, no quadro da diretiva que orienta que os mais de 365 mil militantes desta circunscrição são chamados a mobilizar outros tantos”mencionou igualmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

Moçambique: BM faz previsão económica positiva para o país

Moçambique: BM faz previsão económica positiva para o país

O Banco Mundial (BM) prevê que a economia moçambicana recupere gradualmente ainda neste ano de 2021. No entanto, alerta para os riscos significativos de uma queda, devido à incerteza sobre o caminho…
Timor-Leste: Ministério Público tem 2.577 processos pendentes

Timor-Leste: Ministério Público tem 2.577 processos pendentes

O Procurador-Geral da República de Timor-Leste, Alfonso Lopez, informou que o Ministério Público registou 2.577 casos pendentes a nível nacional. O anúncio foi…
Estreia "Calígula morreu. Eu não" no D. Maria II, uma coprodução que junta Portugal e Espanha

Estreia "Calígula morreu. Eu não" no D. Maria II, uma coprodução que junta Portugal e Espanha

“Calígula morreu. Eu não“, espetáculo com encenação de Marco Paiva e texto da dramaturga espanhola Clàudia Cedó, chega à Sala…
Moçambique: Governo promete igualdade de género

Moçambique: Governo promete igualdade de género

O Governo moçambicano reiterou o compromisso de trabalhar para garantir a igualdade de género no país, em conjunto com todos os intervenientes sociais. O foco, disse,…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin