Angola: MPLA em Luanda quer fortalecer estreitamento com as bases

A nova direção do Comité Provincial do MPLA em Luanda informou que vai reforçar o estreitamento com as bases e organizações intermédias, tendo já em vista as eleições gerais de 2022

Segundo a “Angop”, as declarações foram feitas pelo primeiro secretário provincial, Bento Bento, na capital angolana. O político marcou presença no acto de massas que marcou a apresentação do novo comité provincial, constituído por 297 elementos saídos da recente XIII conferência de renovação de mandato. 

De acordo com Bento Bento, o elenco é composto por 70% de jovens vindos das estruturas JMPLA e OMA.  O objetivo é dar continuidade, consolidação, revitalizar e organizar as bases, além de aumentar o número de militantes, amigos e simpatizantes do partido no poder. 

Do novo Comité Provincial do MPLA em Luanda fazem igualmente parte 64 membros da comissão executiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin