Angola

Angola: MPLA exige fim de intolerância política

Membros do MPLA
Membros do MPLA

A primeira secretária do MPLA na província do Huambo, Lotti Nolika, exigiu aos militantes respeito pelas diferenças político-partidárias durante o período eleitoral, de maneira a que não haja actos de intolerância. 

A exigência foi feita nesta segunda-feira, 05 de abril, na abertura das assembleias de balanço e renovação de mandatos dos comités de ação. Segundo a representante do partido no poder em Angola, cada cidadão deve olhar para a bandeira da formação política em que milita com compromisso e respeito pelas restantes. 

Apesar de ter reconhecido a existência de muitas dificuldades no plano social, pediu calma e reforço da coesão social para que o trabalho possa decorrer sem sobressaltos. 

Nolika realçou que 2022 reveste-se de grande importância no contexto político nacional, sendo então necessário que cada militante renove energias para responder melhor às exigências do VIII Congresso do MPLA, agendado para dezembro deste ano. 

Os militantes e as direções dos comités de ação foram ainda orientados para organizarem os processos de realização das assembleias de renovação de mandato, de maneira a transformar as atividades em jornadas de reflexão e apoio ao Presidente da República e líder do MPLA, João Lourenço.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo