Angola: MPLA nega à UNITA debate sobre transparência e vandalismo

A bancada parlamentar do MPLA chumbou nesta quinta-feira, 27 de janeiro, dois requerimentos da UNITA remetidos ao Parlamento. Estes estavam relacionados com a transparência da contratação pública no combate à corrupção e o vandalismo ocorrido neste mês de janeiro durante a greve de taxistas em Luanda.

O maior partido da oposição em Angola pediu que esses temas fossem debatidos, através dos requerimentos apresentados no início da quinta reunião plenária extraordinária da Assembleia Nacional. No entanto, a formação política no poder decidiu rejeitar a solicitação e continuar com a ordem do dia, como agendado.

Segundo o pedido da UNITA, o objetivo da discussão sobre transparência da contratação pública como fator de boa governação e combate à corrupção era permitir que os deputados discutissem acerca da relação existente entre a contratação pública e a transparência nos seus processos. Assim, poderiam ser alcançadas práticas de boa gestão e governação, havendo consequentemente o combate ao fenómeno da corrupção.

“Trata-se de um assunto de interesse político relevante e urgente, por ter impacto na legitimação e consolidação do Estado de Direito democrático e na execução das leis e do Orçamento Geral do Estado”, lê-se no documento, citado pelo “Angola 24 Horas”.

Já o debate sobre o vandalismo ocorrido em Luanda visava permitir a discussão de um Voto de Protesto contra a destruição de património público e privado, relacionado com os acontecimentos de 10 de janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin