Angola: MPLA nega ligação à anulação do XIII Congresso da UNITA

O MPLA rejeitou as recentes acusações de que tem sido alvo, em que é indiciado de ter interferido na decisão do Tribunal Constitucional de Angola de anular o 13.° Congresso da UNITA. Foi nesse evento que Adalberto da Costa Júnior saiu eleito como presidente do principal partido da oposição angolana, uma nomeação que deixou assim de fazer efeito. 

Para Costa Júnior, a formação política no poder esteve metida no acórdão que anulou o congresso em questão. Em reação a este tema, o secretário para os Assuntos Políticos e Eleitorais do MPLA, Mário Pinto de Andrade, disse serem irresponsáveis tais acusações e aconselhou a UNITA a focar-se na realização do próximo congresso. 

Andrade considera que a UNITA não deve procurar bodes expiatórios para não acatar o acórdão do Tribunal Constitucional. “A UNITA não pode invocar que há uma mão invisível ou visível do MPLA. É preciso que a UNITA respeite a instituição que é o Tribunal Constitucional, porque o Tribunal Constitucional é que vai validar as eleições do próximo ano”, sublinhou. 

Apesar de Adalberto Costa Júnior já ter prometido respeitar a decisão do referido tribunal, continuou a apontar o dedo ao MPLA pelo seu afastamento da liderança. “Olhando para as características do país, olhando para posturas públicas de quem nos dirige, para os atentados às instituições de direito, diria sim, a atração do abismo, nós vimos que dificilmente o MPLA ia-se distanciar dessa exposição extrema internacional”, lamentou. 

Recorde-se que o político é, atualmente, presidente da Frente Patriótica Unida, uma plataforma eleitoral da oposição criada para enfrentar o MPLA nas eleições previstas para 2022. Quanto à UNITA, Isaías Samakuva voltou a assumir a presidência, por força do acórdão do Tribunal Constitucional, e prometeu a convocação de um congresso extraordinário na segunda quinzena deste mês de outubro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Moçambique: Mia Couto considera que Nhongo escolheu o seu fim

Moçambique: Mia Couto considera que Nhongo escolheu o seu fim

O escritor moçambicano Mia Couto afirmou que o líder da autoproclamada Junta Militar da Renamo, Mariano Nhongo, escolheu o fim que teve.…
Moçambique: Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação lança Programa DELPAZ em Manica

Moçambique: Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação lança Programa DELPAZ em Manica

Foi lançado hoje 14 de outubro, em Manica no distrito de Gomdola, o Programa de Desenvolvimento Económico Local para a…
Timor-Leste e Embaixada de Portugal realizam 6.ª edição de jornadas pedagógicas

Timor-Leste e Embaixada de Portugal realizam 6.ª edição de jornadas pedagógicas

O Centro de Língua Portuguesa da Universidade Nacional Timor-Lorosa’e (UNTL) está a realizar, em parceira com a Embaixada de Portugal em…
STP: Engrácio da Graça é o novo rosto das Finanças

STP: Engrácio da Graça é o novo rosto das Finanças

Engrácio da Graça, antigo diretor dos impostos é nomeado como novo Ministro de Planeamento, Finanças e Economia Azul de São…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin