Angola: MPLA reconhece que não cumpriu promessas eleitorais

O secretário-geral do MPLA, Paulo Pombolo, declarou que o partido que representa não conseguiu realizar as promessas feitas durante a campanha eleitoral de 2017.

“O exercício governativo desenvolvido desde 2017 está aquém dos objetivos a que o partido no poder em Angola se propôs no pleito eleitoral”, admitiu durante um encontro com militantes na cidade do Dondo, no município de Cambambe.

Segundo o político, o motivo deveu-se à crise económica e também à pandemia da Covid-19. Estes dois fatores, explicou, prejudicaram o bom desempenho do trabalho da organização política no poder.

Pombolo salientou que “o MPLA está empenhado na busca de soluções para inverter o atual quadro”, uma vez que se compromete com a causa dos cidadãos, “buscando alternativas para minimizar o impacto do atual contexto socioeconómico”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

O Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE) considera que a Covid-19 não foi a principal causa da recessão económica em Moçambique.…
Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Segundo uma nota do Gabinete de Comunicação da Presidência da República, citando o Decreto Presidencial, “é o Contra Almirante, Carlos…
Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou a elaboração do Plano de Urbanização de Díli. O objetivo é melhorar a…
Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin