Angola | Ásia

Angola: Negócios com China atingem USD 3 mil milhões em dois meses

O volume de negócio bilateral entre Angola e China alcançou os três mil milhões de dólares norte-americanos (2.479.620.000 euros) nos dois primeiros meses deste ano. Tal é visto como um contínuo reflexo das excelentes relações bilaterais em diversos setores. 

A informação foi avançada pelo embaixador extraordinário e plenipotenciário da China em Angola, Gong Tao. Durante o discurso feito em Luanda realçou ainda que, no mesmo período mencionado, o investimento direto chinês no território angolano fixou-se em 60 milhões de dólares (49.592.400 euros). 

Os novos investimentos representam o reforço do intercâmbio e da cooperação económica China-Angola, salientou igualmente. Mesmo sem apresentar dados comparativos do volume de negócios e de investimentos chineses feitos em Angola no espaço de tempo homólogo do ano passado, disse considerar as novas relações económicas como o início de uma nova era nas relações bilaterais entre os dois países, após a primeira vaga da pandemia da Covid-19 em Angola e na China. 

“Após o batismo da cooperação antiepidémica, a parceria estratégica China-Angola tornou-se mais sólida e estável, entrando num novo patamar de desenvolvimento. A China está disposta a trabalhar com Angola para compartilhar oportunidades, buscar desenvolvimento comum e conectar, efetivamente, os planos de desenvolvimento económico”expôs. 

O diplomata fez esta intervenção na tomada de posse dos novos órgãos sociais da Câmara de Comércio Angola-China, onde sublinhou também que a concretização do desafio passa, seriamente, pelo consenso entre os chefes de Estado dos dois países, que manifestaram essa vontade em 2020, e a criação de um bom ambiente de parceria económica. 

“Angola e China devem trabalhar em conjunto, para fazer avançar a retoma de produção sob a premissa de prevenção e controlo da Covid-19, assim como promover ativamente maior desenvolvimento da cooperação económica e comercial China-Angola na era póspandemia”concluiu.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo