Angola

Angola: Ngonda mantém-se na liderança da FNLA por mais 14 meses

Lucas Ngonda

O dirigente da FNLA, Lucas Ngonda, vai manter-se à frente do partido durante mais 14 meses. A informação foi divulgada após o processo de reconciliação interna da formação política ter sido concluído, estando esta agora a preparar-se, com a realização das Assembleias Provinciais eletivas, para a eleição dos delegados ao quinto Congresso Ordinário.

Foi o porta-voz da FNLA, Gerónimo Makanda, quem fez o anúncio sobre Ngonda, avançando ainda que a aceitação dos membros divididos anteriormente em alas já foi consolidada em reunião, onde participaram quatro grupos, entre os quais a direção do partido liderada por Ngonda, o grupo dos reformistas, a ala do ex-presidente Ngola Kabango e o grupo de Carlito Roberto, filho do líder fundador, Álvaro Holden Roberto, um grupo que se tinha desmembrado da ala de Kabango.

A mesma fonte referiu que a organização política está a preparar-se para a realização do quinto Congresso Ordinário, marcado para 12 e 13 de dezembro, em Luanda. Foi igualmente mencionado que este congresso não vai eleger um novo presidente e sim legalizar uma direção transitória para a FNLA, enquanto o atual líder estará na direção durante 14 meses e duas semanas, tal como foi acordado pela comissão de negociação.

Após esse período acordado, será efetuado um Congresso Extraordinário sem a participação de Lucas Ngonda.

“Por uma iniciativa própria, o presidente Lucas Ngonda entende que, terminada a transição, ele vai abandonar a vida política ativa e, desta forma, nós vamos reconstituir o partido com a eleição de um novo líder”, explicou Makanda.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo