Angola: Nzinga diz que “FNLA vai ser poder” ou liderar oposição

O Secretário para a Informação, Mobilização e Propaganda da FNLA, Ndonda Nzinga, disse ao “Correio da Kianda” que o partido “vai ser poder ou será o maior partido na oposição” após as eleições gerais, previstas para agosto.

“Estamos a trabalhar na reconciliação interna do partido e garanto que este ano a FNLA vai ser poder ou será o maior partido na oposição”, realçou.

O político afirmou que a formação política tem sido desprezada há muito tempo, devido ao conflito interno que se arrastou durante quase três décadas. No entanto, assegurou, existe atualmente um processo de reconciliação em todos os órgãos da estrutura da FNLA, que começou com a realização do quinto congresso.

A organização política tem ainda o desafio de acabar com as “alas” para poder estruturar todas as normas referentes ao seu funcionamento interno. Para isso, explicou Ndonda Nzinga, nos próximos tempos vão ser feitas as Assembleias provinciais, que deverão eleger novos secretários.

Mas antes disso, acrescentou, há uma comissão de gestão formada pelo primeiro secretário da “ex-ala” de Lucas Ngodas e um adjunto da “ex-ala” do Ngola Kabango.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin