Angola: Nzinga diz que “FNLA vai ser poder” ou liderar oposição

Membros do partido FNLA

O Secretário para a Informação, Mobilização e Propaganda da FNLA, Ndonda Nzinga, disse ao “Correio da Kianda” que o partido “vai ser poder ou será o maior partido na oposição” após as eleições gerais, previstas para agosto.

“Estamos a trabalhar na reconciliação interna do partido e garanto que este ano a FNLA vai ser poder ou será o maior partido na oposição”, realçou.

O político afirmou que a formação política tem sido desprezada há muito tempo, devido ao conflito interno que se arrastou durante quase três décadas. No entanto, assegurou, existe atualmente um processo de reconciliação em todos os órgãos da estrutura da FNLA, que começou com a realização do quinto congresso.

A organização política tem ainda o desafio de acabar com as “alas” para poder estruturar todas as normas referentes ao seu funcionamento interno. Para isso, explicou Ndonda Nzinga, nos próximos tempos vão ser feitas as Assembleias provinciais, que deverão eleger novos secretários.

Mas antes disso, acrescentou, há uma comissão de gestão formada pelo primeiro secretário da “ex-ala” de Lucas Ngodas e um adjunto da “ex-ala” do Ngola Kabango.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Angola: Governo cria Agência Nacional de Turismo

Angola: Governo cria Agência Nacional de Turismo

O ministro do Turismo de Angola, Mário Daniel, anunciou que vai ser criada uma Agência Nacional do setor para assumir…
Brasil: Plano prevê combate ao contrabando de migrantes

Brasil: Plano prevê combate ao contrabando de migrantes

Está em funcionamento o primeiro Plano de Ação em Enfrentamento do Contrabando de Migrantes no Brasil, uma iniciativa da Secretaria…
Atriz Úrsula Corona defendeu “o futuro da democracia representativa” durante o 12º Fórum Jurídico de Lisboa

Atriz Úrsula Corona defendeu “o futuro da democracia representativa” durante o 12º Fórum Jurídico de Lisboa

A atriz brasileira Úrsula Corona, CEO do Instituto Fome de Tudo, organização apoiada pelas Nações Unidas em parceria com o…
“Angola Cables” amplia Data Center no Brasil

“Angola Cables” amplia Data Center no Brasil

Inaugurado em abril de 2019, com um investimento de aproximadamente R$ 1,2 bilhão, cerca de 240 milhões de euros, o…