Angola

Angola: Oposição acusada de persuadir ativistas

Assembleia Nacional de Angola
Assembleia Nacional de Angola

Alguns deputados dos partidos da oposição em Angola estão a ser acusados de estarem a persuadir jovens ativistas sociais, ligados ao autodenominado Movimento Revolucionário. 

Um dos ativistas disse que membros ligados à UNITA, à CASA-CE e ao PRS querem que os mesmos não recebam as residências disponibilizadas pelo Presidente da República, João Lourenço. 

Isto porque, para estas organizações políticas, a disponibilização de habitações, feita após vários protestos no país, é uma forma de o MPLA, formação política no poder, comprar os protestantes. 

Deputados da oposição têm estado, alegadamente, a entrar em contacto com alguns jovens com nomes sonantes no ativismo em Angola, no sentido de encorajá-los a não aceitarem receber as residências. Estas estão a ser geridas pelo Conselho Nacional de Juventude. 

Não foram mencionados nomes e o próprio ativista que fez esta denúncia preferiu manter-se no anonimato. 

“Alguns deputados da oposição estão a nos persuadir para não recebermos as casas porque dizem eles que estão a nos comprar. Mas se as casas são do Estado e nós fomos contemplados, não para serem de favor, mas sim para pagarmos em regime de renda resolúvel, porque é que eles estão a vir atrás de nós para não aceitarmos as casas, se quase todos os deputados e os seus filhos têm casas e carros?”, questionou a mesma fonte. 

As habitações em questão não vão ser atribuídas a título gratuito, segundo a informação disponível. Os contemplados estarão inseridos no plano de renda resolúvel e terão de pagar uma quota mensal ao Estado, não superior a 17 mil kwanzas (21 euros).

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo