Angola: Oposição considera eleitoralista programa do Governo

Os partidos da oposição em Angola consideram eleitoralista o novo programa do Governo que inclui milhões de dólares de créditos, avança o “VOA”. Esse programa consiste em financiar 500 projetos com acesso ao crédito.

O anúncio foi feito pela secretária de Estado para a Economia, Dalva Ringote, na terça-feira, 04 de janeiro, em Luanda. Segundo a própria, o Governo vai financiar 500 projetos no âmbito do Programa de Apoio à Diversificação da Economia e Exportações (PRODESI) e do Programa de Reconversão da Economia Informal (PREI).

Esses 500 projetos, dos 1.022 aprovados em 2021 no âmbito do PRODESI, apresentam diversas facilidades de acesso ao crédito, num total de 743 mil milhões de kwanzas (1,36 milhões de dólares) para a sua operacionalização.

Ringote acrescentou a possibilidade de ser desembolsado um segundo pacote de cerca de 2 mil milhões de kwanzas (3,6 milhões de dólares) através do Fundo Activo de Capital de Risco Angolano (FACRA), direcionados a pequenas e médias empresas, empreendedores e operadores de microcrédito, com a expectativa de financiar mais 1.683 projetos, beneficiando principalmente jovens e mulheres.

Para Gaspar Fernandes, do PRS, quando se está a seis meses das eleições gerais estes anúncios “propagandísticos e eleitoralistas… visam enganar o povo”.

“Apelamos à sociedade no geral a estarmos atentos, porque nesta altura o que mais importa é a alternância, porque com alternância teremos melhorias significativas nas vidas das populações”, alertou.

Também o deputado da UNITA, Nelito Ekuikui, partilha a mesma opinião, afirmando que se trata de “um programa meramente eleitoralista, porque neste momento nenhum governo que está a terminar o seu mandato implementa programas”.

“Esta é altura de fazer balanço e não é de apresentar programas, o programa que ele apresentou é aquele de 2017, que infelizmente não conseguiu cumprir nem a 20%”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin