Angola: Oposição critica declarações de PR sobre eleições autárquicas

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, foi criticado por partidos da oposição devido às mais recentes declarações acerca das eleições autárquicas. 

O dirigente deu a entender à imprensa na terça-feira, 25 de outubro, que o sufrágio parece não estar para breve. “Como sabe o pacote legislativo autárquico não está terminado. Enquanto isso não posso assanhadamente – se me permite a expressão – convocar eleições”, disse a partir de Dakar, capital do Senegal, tendo sido citado pelo “Jornal de Angola”. 

As declarações foram feitas uma semana após João Lourenço ter criado uma Comissão Interministerial para a Elaboração e Implementação do Plano Integrado de Institucionalização das Autarquias Locais

Em reação a esta última declaração, a UNITA, através do seu secretário nacional para os Assuntos Eleitorais, Faustino Mumbica, declarou que a atitude do chefe de Estado “não surpreende”. No entanto, realçou que os sucessivos adiamentos da implementação das autarquias locais no país vão ter consequências. 

“O facto de o Presidente deter o poder político e de estar a governar não significa que tem a legitimidade para tomar as decisões que bem entender. A persistir nessa intenção, isto acabará por exigir da parte dos cidadãos uma postura diferente que venha forçar o executivo a respeitar a Constituição”, acrescentou Mumbica, citado pela “VOA”. 

Por sua vez, o presidente da CASA-CE, Manuel Fernandes, partilhou que as declarações de João Lourenço denotam “falta de seriedade”.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

O vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang, acusa a Espanha de “humilhar” e “desacreditar” o país depois de a…
Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

As Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) informaram nesta terça-feira, 03 de janeiro, que está em curso a Operação…
Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

O Governo de Timor-Leste executou em 2022 cerca de 78,75% do valor total do Orçamento Geral do Estado (OGE) desse…
Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Mais de setecentos funcionários e agentes do Estado afetos ao Conselho autárquico de Nacala, na província de Nampula, encontram-se em…