Angola: P-NJANGO vê autarquias como “mecanismo de desenvolvimento”

O presidente do P-NJANGO, Eduardo Chingunji, vê a implementação das autarquias como “um mecanismo de desenvolvimento para o país”

Para o dirigente é essencial que os partidos estejam preparados para o desafio das autarquias, o que evitaria serem “apanhados em contramão”

As afirmações foram feitas à “Angop”, no Luena, província do Moxico. Chingunji acrescentou que as eleições autárquicas são uma “porta aberta” que as “pequenas forças” políticas devem aproveitar. 

No seu ponto de vista, os municípios do país têm condições mínimas para que haja autárquicas em 2023. O político não vê razões objetivas para o “contínuo adiamento da implementação das autarquias”

Recorde-se que o Pacote Legislativo Autárquico está em discussão na Assembleia Nacional. Para a sua conclusão falta a aprovação do último diploma, que é a Proposta de Lei sobre a Institucionalização das Autarquias Locais.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

O vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang, acusa a Espanha de “humilhar” e “desacreditar” o país depois de a…
Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

As Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) informaram nesta terça-feira, 03 de janeiro, que está em curso a Operação…
Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

O Governo de Timor-Leste executou em 2022 cerca de 78,75% do valor total do Orçamento Geral do Estado (OGE) desse…
Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Mais de setecentos funcionários e agentes do Estado afetos ao Conselho autárquico de Nacala, na província de Nampula, encontram-se em…