Angola

Angola: Partidos divididos sobre realização das autárquicas

Assembleia Nacional de Angola

Os partidos angolanos mostraram-se divididos em relação à realização das eleições autárquicas em 2020, devido à pandemia da Covid-19. Para o MPLA, partido no poder, o sufrágio poderá avançar caso se decida positivamente em relação ao mesmo.

Por sua vez, os partidos da oposição UNITA e CASA-CE também se mostraram a favor do evento, que será efetuado pela primeira vez em Angola. Ambos consideram assim ser necessário levar a cabo as autárquicas, bastando apenas serem criadas condições de biossegurança.

Já a FNLA e o PRS, também da oposição, defenderam que não existem condições para que as eleições ocorram neste ano. Como tal, apelaram à ponderação.

As posições manifestadas surgiram em reação ao pronunciamento de organismos nacionais ligados a processos eleitorais angolanos, como o Observatório Eleitoral Angolano (ObEA). Este disse recentemente que o sufrágio deveria ser adiado para 2022, tendo em conta a subida de casos positivos de Covid-19 no país.

No entanto, o porta-voz do MPLA, Albino Carlos, garantiu que as eleições autárquicas ainda podem acontecer este ano, caso sejam convocadas. Até ao momento, avançou, não existem indicações contrárias que falem sobre um eventual adiamento.

Como tal, ajuntou, a organização política que sustenta o Governo continua a preparar-se para participar e vencer.

Angola tem, atualmente, cerca de 396 casos positivos de Covid-19, além de 117 recuperados e de 22 mortes.

© e-Global Notícias em Português
1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: MPLA acusado pela oposição de beneficiar da Covid-19 - Jornal O Kwanza

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo