Angola: PGR reconhece complexidade no caso Isabel dos Santos

O Procurador-Geral da República (PGR) de Angola, Hélder Pitta Grós, justificou a demora do processo judicial contra a empresária Isabel dos Santos com a “complexidade” do mesmo. Outro motivo dado foi o dos condicionalismos derivados da pandemia da Covid-19.

Pitta Grós realçou que processos como o de Isabel dos Santos não se investigam em seis meses, nem em um ano. “Há aqueles tipos de crimes que, pela sua complexidade, levam muito mais tempo, e há alguns que requerem a intervenção da cooperação internacional, autorização de exames e perícias de documentação”, esclareceu.

A mesma fonte negou as acusações de Isabel dos Santos, segundo as quais a Justiça angolana não é célere nem justa. Sobre a alegada “conspiração” de que a visada se queixa, o PGR respondeu que se tratava de uma opinião pessoal, sobre a qual não tinha nada a comentar, e que “a senhora engenheira Isabel dos Santos é livre de dizer aquilo que achar conveniente para a sua defesa”.

O PGR lembrou igualmente que a pandemia atrasou processos judiciais também em outros países, não apenas em Angola, onde, desde o ano passado, as instituições não trabalham a 100%. Para Pitta Grós, “o mais importante é que o trabalho está a ser feito da melhor forma possível”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

O Governo ucraniano afirmou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que morreram 11 pessoas e centenas ficaram feridas durante um ataque russo…
Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

A maioria dos angolanos que viviam em Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, decidiu abandonar o local no sábado, 26…
Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) partilhou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que já são mais…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin