Angola: PGR notifica UNITA por agressão e incentivo ao ódio

A Procuradoria-Geral da República (PGR) de Angola enviou notificação a três dirigentes da UNITA acusados de agressão, incentivo ao ódio e violência psicológica. Estes receberam uma intimação da entidade para responderem em processos movidos por antigos membros do maior partido da oposição no país.

Segundo o secretário provincial de Luanda e membro da UNITA, Nelito Ekukui, tudo não passa de “mais uma manobra de diversão do MPLA”.

Ekukui é um dos acusados, juntamente com o secretário do Cacuaco, Tavares Mbulo, e o secretário municipal da JURA em Cacuaco, Aurélio Kachipangue.

O secretário provincial de Luanda acrescentou que as notificações da PGR não tinham os nomes das pessoas, mas apenas os cargos. “Dizem apenas que os desertores da UNITA que têm estado a trabalhar com o MPLA em Luanda correm risco de vida e imputam isso a nós, da UNITA, mais uma manobra sem fundamento nenhum”, criticou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

O Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE) considera que a Covid-19 não foi a principal causa da recessão económica em Moçambique.…
Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Segundo uma nota do Gabinete de Comunicação da Presidência da República, citando o Decreto Presidencial, “é o Contra Almirante, Carlos…
Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou a elaboração do Plano de Urbanização de Díli. O objetivo é melhorar a…
Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin