Angola

Angola: PGR pondera mandado de captura contra Isabel dos Santos

Isabel dos Santos

O Procurador-Geral da República (PGR) de Angola, Hélder Pitta Gróz, declarou nesta quinta-feira, 25 de junho, em Luanda, que o processo ‘Luanda Leaks’, que envolve Isabel dos Santos, continua nos trâmites normais e a ser trabalhado pelas entidades judiciais de Angola e de Portugal.

No entanto, Pitta Gróz não descartou a emissão de um mandado de captura internacional contra a empresária.

“Temos estado a trabalhar em sintonia com as autoridades portuguesas. Todo o trabalho que veio a público, nos últimos dias, é um trabalho que está a ser feito em sintonia total entre Angola e Portugal, a nível das entidades judiciárias. E se, por acaso, houver necessidade de chegarmos a esse ponto (emissão do mandado), em conjunto veremos como proceder”, disse à imprensa após um encontro com procuradores junto dos serviços executivos centrais do Ministério do Interior.

O alto magistrado do Ministério Público não avançou um horizonte temporal para a realização do mandado de captura, tendo dito apenas que a possibilidade consta do processo em curso.

“Isso são questões processuais e como devem imaginar não poderei aqui, desta forma, publicitar algo que está no processo e estamos a trabalhar”, esclareceu.

Recorde-se que o Ministério Público requereu o arresto de contas bancárias da empresária Isabel dos Santos, “no âmbito de pedido de cooperação judiciária internacional das autoridades angolanas”.

A decisão foi tomada depois de o Tribunal Provincial de Luanda ter decretado, em dezembro do ano passado, o arresto preventivo de contas bancárias pessoais de Isabel dos Santos, do marido, o congolês Sindika Dokolo, e do português Mário da Silva, além de nove empresas nas quais a empresária detém participações sociais, por alegados negócios privados que terão lesado o Estado angolano.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo