Angola: PR acusado de comprar ativistas com casas e bolsas de estudo

O líder da UNITA, Adalberto Costa Júnior, afirmou que o Presidente da República de Angola, João Lourenço, quer comprar ativistas com casas e bolsas de estudo. Com “essas benesses”, continuou, espera reduzir a onda de contestação contra o Governo, que tem sido cada vez mais frequente. 

Segundo o dirigente do maior partido da oposição no país, o chefe de Estado está então, alegadamente, a oferecer casas, bolsas de estudo e outras benesses aos jovens ativistas. Alguns dos jovens já terão recusado as ofertas. 

A acusação foi feita publicamente na quarta-feira, 25 de novembro, em Luanda, na altura em que Costa Júnior falava sobre uma suposta lista com nomes de ativistas e manifestantes aos quais seriam atribuídas casas para habitação. 

“O pai usa a força e a violência sobre os seus filhos. E o que é que o pai faz a seguir, em vez de acender a luz e abrir as portas do diálogo? O pai agora está a comprar os líderes da casa, os filhos, está a comprá-los com casas, está a comprá-los com carros, está a comprar-lhes com bolsas no estrangeiro, onde por ordem de escala de prioridades à ordem da liderança dos seus filhos: está a comprar a consciência da sua casa, afirmou. 

Isto não é bom para ninguém, denota uma enorme falta de diálogo na casa e está a estragar os filhos porque está a corrompê-los. Isto não é caminho a seguir”concluiu assim durante uma reunião com membros da LIMA, organização feminina do seu partido. 

Entretanto, muitos dos supostos beneficiários já vieram a público rejeitar a oferta, cuja iniciativa foi atribuída ao Conselho Nacional da Juventude. Também foram mencionados nomes como o de Luaty Beirão, que veio igualmente a público desmarcar-se de qualquer tentativa do género.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Sector de Género, Mulher e Acção Social capacita mais de 200 mulheres em Niassa

Moçambique: Sector de Género, Mulher e Acção Social capacita mais de 200 mulheres em Niassa

O Sector de Género, Mulher e Acção Social, na província de Niassa, norte de Moçambique, capacitou no primeiro semestre deste…
Angola: Membro da FNLA agredido por delegados de lista

Angola: Membro da FNLA agredido por delegados de lista

O primeiro secretário provincial da FNLA no Bié, António Muhongo, foi espancado recentemente por delegados de lista, de acordo com…
Guiné-Bissau: Adolescente morre depois de suposta tortura em ritual de fanado

Guiné-Bissau: Adolescente morre depois de suposta tortura em ritual de fanado

O corpo sem vida de Amadu Serra, 17 anos, foi levado esta segunda-feira para o hospital regional de Buba, sul…