Angola

Angola: Preços de bens subiram 1,74% entre maio e junho

Angola teve um aumento de preços de bens em 1,74% entre maio e junho, segundo um relatório mensal do Instituto Nacional de Estatística (INE). Este número coloca assim a inflação acumulada a 12 meses no valor mais alto de sempre desde janeiro de 2018.

A Folha de Informação Rápida do Índice de Preços no Consumidor Nacional (IPCN) indica que, nos últimos 12 meses, entre julho de 2019 e junho deste ano, a percentagem corresponde a 22,62%. Trata-se então do maior valor acumulado desde janeiro de 2018, altura em que representava 22,72%.

De acordo com a mesma fonte, a maior subida de preços de bens no país verificou-se na classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas”. Depois seguem-se “Bebidas Alcoólicas e Tabaco”, com um aumento de 2,21%.

A seguir vem a classe “Hotéis, Cafés e Restaurantes”, com 1,88%, e ainda “Bens e Serviços Diversos”, com 1,85%.

O INE acrescenta que “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi também “a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços com 1,09 pontos percentuais durante o mês de junho”.

As províncias onde se registou um maior aumento foram as de Cuando Cubango (2,58%), Huíla (2,37%), Huambo e Bengo (ambas com 2,31%).

Já as províncias com menor variação foram Cunene (1,4%), Lunda Sul (1,48%), Uíge (1,53%) e Zaire (1,74%).

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo