Angola: Presidente da República faz críticas à UNITA

O chefe de Estado angolano, João Lourenço, afirmou nesta quinta-feira, 06 de janeiro, que a UNITA não está preparada para enfrentar sozinha o MPLA nas eleições gerais de 2022. Como tal, a maior formação política na oposição recorreu a uma coligação, a Frente Patriótica Unida (FPU).

“Desde as primeiras eleições de 1992 que a oposição, de forma errada”, tem feito uma “má avaliação do teatro das operações”, disse, citado pela “DW”.

“Diziam que o MPLA [partido no poder] não tinha hipótese, pelo simples facto de, até àquela altura, ter sido partido único. Com a abertura para o multipartidarismo, antes das eleições acontecerem, já diziam ‘calças novas em setembro’”, acrescentou, referindo que isso “não aconteceu, nem nas eleições seguintes”.

O mesmo acontece novamente este ano, prosseguiu. “No fundo, no fundo, o simples facto de o nosso principal adversário recorrer a uma espécie de coligação” a que “estão a chamar Frente Patriótica Unida, para enfrentar o MPLA, significa dizer que, se calhar, estão pior do que estavam há uns anos atrás, nas eleições anteriores”.

O Presidente da República acusou também a oposição de “pôr jovens descontentes nas ruas a queimar pneus, a partir vidro dos carros”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin