Angola: PRS defende maior atenção aos problemas sociais do povo

O secretário-geral do Partido de Renovação Social (PRS), Rui Malopa Miguel, considera que o Governo angolano deve dar maior atenção aos problemas sociais da população. 

A afirmação foi feita no domingo, 21 de novembro, na localidade de Cafunfo, município do Cuango, na província da Lunda-Norte. Nesse local foi realizado o acto central nacional das comemorações do 31.º aniversário da fundação do PRS, assinalado a 18 de novembro. 

De acordo com o “Correio da Kianda”, Malopa Miguel aproveitou a ocasião para mencionar a existência de diversas zonas do país que ainda enfrentam dificuldades no acesso a serviços básicos. 

Neste âmbito, prosseguiu, o Governo angolano deve imprimir maior dinamismo para assegurar água potável, energia elétrica, vias de comunicação, assistência médica e o alargamento da rede escolar nos aglomerados populacionais afastados das sedes urbanas. 

O político garantiu que o PRS vai continuar a trabalhar para a consolidação do sistema democrático do país, e aproveitou o momento para apelar aos militantes para que se dirigissem aos balcões únicos de Atendimento ao Público, onde está a ser realizado o registo oficioso eleitoral com vista às eleições gerais de 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin