Angola: Receitas petrolíferas superam o valor previsto no OGE

As receitas fiscais angolanas do petróleo atingiram 6,3 biliões de kwanzas (cerca de 14,7 mil milhões de dólares norte-americanos ao câmbio atual) até ao mês de agosto. 

Este número indica uma subida de 72% comparativamente aos 3,7 bilhões de kwanzas contabilizados no mesmo período de 2021, de acordo com os cálculos do Mercado com base nos dados da Direcção de Tributação Especial. 

A percentagem das receitas obtida nos primeiros oito meses do ano ultrapassou a prevista no Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2022. De janeiro a agosto, Angola exportou cerca de 280 milhões de barris de crude, a um preço médio de 104 dólares, sendo mais 45 dólares acima dos 59 dólares previsto no OGE. 

É a petrolífera francesa Total que mais produz, representando cerca de 45% da produção nacional, segundo os dados da PetroAngola. Seguem-se a Azule Energy, com 20%, e a norte-americana Chevron, com 19,10%.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um crescimento considerável do crédito à economia em 2023 para Moçambique.  Se isso se…
Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

O Governo angolano assegurou nesta quinta-feira, 24 de novembro, que vai entregar a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE)…
Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Segundo a Ministra da Saúde de Cabo Verde, Filomena Gonçalves, desde o início de novembro houve um pequeno aumento dos…
Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de Portugal já reconheceu as qualificações académicas de cerca de 100 cidadãos ucranianos desde…