Angola: Recenseamento militar iniciado em todo o país

O Ministério da Defesa Nacional e Veteranos da Pátria iniciou nesta segunda-feira, 03 de janeiro, o processo de recenseamento oficioso de todos os cidadãos nacionais do sexo masculino nascidos entre os dias 01 de janeiro e 31 de dezembro de 2004, ao abrigo da Lei Geral do Serviço Militar.

De acordo com uma nota do referido ministério angolano, divulgada pela “Angop”, o processo vai decorrer no território nacional e na diáspora. O prazo limite do recenseamento é 30 de dezembro deste ano.

O Recenseamento Militar em Angola é feito ao abrigo da Lei número 1/93, de 26 de Março (Lei Geral do Serviço Militar). Também ao abrigo do mesmo diploma, o processo tem sido organizado nas administrações municipais, comunais e distritais. No exterior do país decorrem nas embaixadas e serviços consulares.

Trata-se de um sistema que permite determinar o controlo das reservas aceitáveis em recursos humanos mobilizáveis, facilitando a renovação regular e qualitativa dos efetivos das Forças Armadas Angolanas, segundo as necessidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin