Angola | Economia

Angola regista um crescimento trimestral negativo

Angola voltou a registar um crescimento negativo durante o primeiro trimestre deste ano, com -0,4% face ao mesmo período do ano anterior, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Esse resultado reverteu o aumento de 2,2 pontos percentuais no último trimestre de 2018, que na época terminava quatro trimestres consecutivos em território negativo.

Os setores de petróleo (-6,9), telecomunicações (-6,8), indústria de transformação (-6,5), financiamento (-4,8) e comércio (-3,2) tiveram de janeiro a março influência nesse resultado.

No produto interno bruto (PIB), destacaram-se a extração e refinação de petróleo e gás, representando 33%, comércio, 15%, construção, 12%, administração pública, 8%, serviços imobiliários, 6%, e agricultura e silvicultura, 4%.

A economia local, altamente dependente das receitas do petróleo, tem experimentado um crescimento anual negativo do PIB desde 2016.

As previsões para este calendário, segundo o governo e o Fundo Monetário Internacional (FMI), são de 0,3 a 0,4%.

O executivo e o FMI estimam para 2020 uma recuperação entre 2,9 e 3,2 pontos percentuais.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo