Angola

Angola: Samakuva acusa JES de abandonar o poder porque país estava à beira da falência

Isaías Samakuva

O presidente cessante da UNITA, Isaías Samakuva, afirmou que o antigo Chefe de Estado José Eduardo dos Santos deixou a presidência de Angola por ter descoberto que o país estava à beira da falência.

“O arquiteto da corrupção abandou o poder por descobrir que o país estava a falir” e não por vontade própria, disse o dirigente do maior partido da oposição, referindo-se assim ao antecessor de João Lourenço.

A declaração foi feita no arranque do XIII Congresso Ordinário da UNITA, onde irá ser eleito nesta sexta-feira, 15 de novembro, o sucessor de Samakuva.

O político apelou ainda ao voto responsável por parte dos 1.150 delegados presentes no evento, que escolherão o novo líder da formação política, além de ter aproveitado a ocasião para enaltecer a governação de João Lourenço, a quem encorajou e pediu para que não se intimidasse com as forças de bloqueio do seu partido, o MPLA, que têm criado dificuldades na sua governação.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo