Angola: Samakuva opõe-se à ideia de candidato único da UNITA

líder da UNITA, Isaías Samakuva, disse ser contra o facto de haver um único candidato à liderança do partido no próximo congresso que vai nomear um novo presidente. Recorde-se que a eleição de Adalberto Costa Júnior foi anulada, uma vez que o Tribunal Constitucional de Angola anulou o congresso em que foi escolhido por militantes, em 2019. 

Depois do que aconteceu a Costa Júnior, o atual dirigente foi reconduzido ao cargo que ocupava anteriormente e do qual havia renunciado voluntariamente. 

A posição de Samakuva deve-se ao facto de considerar a apresentação de um só candidato “um retrocesso” aos ideais da UNITA. Esta observação surge em reação ao facto de fontes da formação política terem partilhado que na última reunião do Comité Permanente ficou combinado que Costa Júnior vai ser candidato único, uma ideia que Samakuva rejeita. 

“Estou a ver essa ideia de candidatura nas redes sociais e de alguns companheiros, mas é opinião deles, que, entretanto, não se adapta à realidade da UNITA”, declarou. 

“Penso que seria um retrocesso muito grande realizar congresso com candidato único, tendo em conta as conquistas que o partido já teve”, acrescentou.

One Comment

  1. Ele

    O Partido da Unita, é e sempre foi o unico com este caracter. carater de um partido democratico e de transparencia.
    viva Unita, viava Angola.

    ACJ é a marca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin