Angola: Secretária de Estado alerta que medidas de austeridade poderão causar tensões sociais

A secretária de Estado para as Finanças e Tesouro de Angola, Vera Daves, admitiu esta terça-feira, 29 de janeiro, que o país poderá vir a enfrentar tensões sociais devido às medidas de austeridade previstas pelo Governo angolano, entre elas a eliminação dos subsídios públicos em áreas como a água, eletricidade, combustíveis e transportes.

“Provavelmente vamos enfrentar tensões, mas ao fim de dois anos vamos ver os benefícios”, disse após uma palestra decorrida no Instituto Real de Relações Internacionais Chatham House, em Londres. O objetivo destas medidas é cortar na despesa para reduzir o défice e equilibrar as contas públicas.

A representante do Governo alertou que, dentro de um ano, os cidadãos “provavelmente não estarão felizes, provavelmente porque vai mudar a forma como vivemos e vai ser um grande desafio”, e mencionou o facto de a falta de cultura do pagamento dos serviços ser comum no país. “Devemos ser mais exigentes na forma como empresas são geridas, mas também temos de pagar pelos serviços”, reforçou.

Apesar de estas medidas constarem no plano de ajuda financeira negociado com o Fundo Monetário Internacional (FMI) em dezembro, a secretária de Estado informou que as mesmas já faziam parte dos planos de desenvolvimento nacional e macroeconómico do Governo.

Para Daves, é importante “proteger o setor social, como a educação, saúde”, bem como alterar o modelo de assistência social, passando de subsídios indiretos a diretos, para que pessoas com necessidades específicas possam ser ajudadas. “A principal preocupação deve ser o impacto destas medidas na população e encontrar formas de mitigar este impacto”, sublinhou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Guiné-Bissau: Providência Cautelar provoca novo adiamento do Congresso do PAIGC

Guiné-Bissau: Providência Cautelar provoca novo adiamento do Congresso do PAIGC

O Xº Congresso do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) que deveria decorrer de 10 a…
Cabo Verde: PAICV quer "gestão transparente" do dinheiro disponibilizado por Portugal

Cabo Verde: PAICV quer "gestão transparente" do dinheiro disponibilizado por Portugal

O PAICV apelou a uma “gestão transparente” dos montantes disponibilizados por Portugal, no âmbito da cimeira bilateral com o país…
Brasil: missão de solidariedade resgata 68 refugiados da guerra, na Ucrânia 

Brasil: missão de solidariedade resgata 68 refugiados da guerra, na Ucrânia 

Pousou em solo nacional na manhã de quinta-feira (10) o avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que trazia 42 brasileiros…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin