Membros do MPLA

Angola: Secretário do MPLA no Rangel vigiado pelo SINSE

O primeiro secretário distrital do Rangel do MPLA, Josué Gourgel, está a ser vigiado pelo Serviço de Inteligência e Segurança do Estado (SINSE). 

O motivo deve-se à existência de alertas de que o visado está ligado a uma corrente local que queria subverter uma atividade em alusão ao aniversário do referido distrito, assinalado na passada sexta-feira, 23 de setembro. 

Segundo o “Club-K”, o plano consistia em mobilizar jovens do bairro para protestarem junto ao centro recreativo Kilamba, local onde realizou-se o evento de homenagem ao distrito, além de outras operações de desgaste para a administração local. Estes são dados do SINSE. 

 Fontes locais disseram que as ações de desgaste contra a administração do distrito são uma estratégia encontrada por parte da corrente do primeiro secretário local do MPLA, de maneira a que sejam expostos descontentamentos que possam vir a ser merecedores da atenção do recém-nomeado governador de Luanda, Manuel Homem. 

Josué Gourgel não descarta, alegadamente, um eventual convite para ser o próximo administrador distrital do Rangel, onde é dito ter interesses económicos.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um crescimento considerável do crédito à economia em 2023 para Moçambique.  Se isso se…
Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

O Governo angolano assegurou nesta quinta-feira, 24 de novembro, que vai entregar a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE)…
Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Segundo a Ministra da Saúde de Cabo Verde, Filomena Gonçalves, desde o início de novembro houve um pequeno aumento dos…
Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de Portugal já reconheceu as qualificações académicas de cerca de 100 cidadãos ucranianos desde…